Peregrinos tocoístas “invadem” Maquela do Zombo

Maquela do Zombo – O município de Maquela do Zombo, província do Uíge, foi “invadido” por milhares de peregrinos da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo (Tocoísta) para as comemorações do centenário do fundador dessa congregação religiosa, profeta Simão Gonçalves Toco.

Com actividades de índole social e espiritual iniciadas domingo com a inauguração do Templo Mãe Kibocolo, os fiéis tocoístas unidos num único objectivo e pela fé que ostentam participam em momentos de meditação e reflexão.

A forte chuva que caiu segunda-feira no município de  Maquela do Zombo não abalou os objectivos preconizados, apesar de ter obrigado ao adiamento para esta manhã da inauguração de mais um templo na sede da circunscrição.

O templo a ser inaugurado pelo líder espiritual da  Igreja  Tocoísta, bispo Afonso Nunes, é uma réplica  com menor capacidade da catedral dessa congregação religiosa localizado em Luanda.

Entre os mais de dois milhões de peregrinos que já se encontram na localidade de Ntaia todos estão unidos num único objectivo: o de buscar a benção espiritual e render homenagem ao homem que abriu o caminho da luta pela libertação dos povos africanos em geral e o angolano, em particular.

As comemorações têm como destaque a  realização da  conferência internacional sobre Simão Gonçalves Toco nos dias 22 e 23 do corrente mês, que deverá conta com prelectores nacionais e estrangeiros.

Entre os prelectores destaque para o  governador da província do Uíge, Pinda Simão,  que apresentará o tema “Regresso de Simão Toco a Angola e os conturbados momentos vividos desde 1974 a 1983, fora e dentro da igreja”.

O historiador e escritor Patrício Batsikama irá abordar a reflexão sobre os momentos actuais da igreja e o  futuro, após 100 anos do santo profeta.

Na conferência serão igualmente os temas “Transferência  do santo profeta  para o Bembe e  sua ida  para o Congo Belga, actual Congo Democrático”, “Formação do coro de Kibokolo, sua participação na  conferência  missionária  internacional  protestante, a descida  do Espírito Santo e suas consequências“, entre outros.

Está iguamente prevista a visita a localidade de Zulumongo onde o profeta Simão Toco nasceu a 24 de Fevereiro de 1918, assim como momentos de meditação e súplica.

Via Angop

Comentário

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.