Restos mortais de Ambrósio Lukoki sepultados na terra natal

Imagem de Jeremias Kaboco/Wizi-Kongo

Uíge – Os restos mortais do nacionalista e diplomata Ambrósio Lukoki, falecido dia 01 de Outubro corrente, em Luanda, vítima de uma doença prolongada, foram a enterrar hoje, sábado, na localidade de Uembo, Comuna de Quibocolo (Maquela do Zombo), sua terra natal.

Perante milhares de pessoas, entre familiares, amigos, colegas, membros do governo e do Partido MPLA, foram lidas, na ocasião, as mensagens de condolências do secretariado do Bureau Político do Comité Central do MPLA, representado pelo General Pedro Neto, do Ministério das Relações Exteriores e Associação Azombo e da famílias e outros.

Nas missivas foram destacadas as qualidades do malogrado, como intelectual, diplomata e nacionalista coerente, que além da docência, ocupou vários cargos de destaque no MPLA e no governo.

Ambrósio Lukoki, muito cedo pertenceu ao grupo dos combatentes dos primeiros momentos que se entregou a causa da luta de libertação nacional contra o colonialismo português, e foi defensor dos ideais do MPLA.

Nesta sexta-feira, antes de rumar para o município de Maquela do Zombo, a partir do Aeroporto local Manuel Quarta Punza, realizou-se o velório, onde foi lida a mensagem do Comité Provincial do Uíge do MPLA, a deposição da coroa de flores na sua urna pelo Governador Pinda Simão, que também foi o primeiro a assinar o livro de condelencias a nível da província.

Nascido em 1940, na localidade de Uembo, Comuna de Quibocolo, até a data da sua morte, Ambrósio Lukoki, foi embaixador na Republica de Tanzânia.

Via Angop/wizi-kongo

Comentário
Fichier hébergé par Archive-Host.com

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*