Por falta de emprego, um jovem suicidou-se na cidade do Uige.

Por Abelardo Domingos.

A falta do emprego foi a causa principal que originou o suicidio de um cidadão, habitante no bairro Bungo, nos arredores da cidade do Uíge, indicou uma fonte policial local.

“Hoje em diante fiquem bem com os meus filhos, vou partir deste mundo” foi a última mensagem, escrita num papel, encontrada junto do corpo sem vida do malogrado de 22 anos de idade.

Segundo testemunhas, o jovem desintendeu-se com os seus pais, que o aconselhava de procurar o trabalho, de forma a sustentar a sua vida, apesar dos seus eSforços diários para sobreviver. Momentos depois, o rapaz decidiu abreviar a sua vida optando pelo suicídio.

Para não ser impedido na sua funesta e macabra decisão, o malogrado escolheu uma residência abandonada (na imagem), onde matou-se, antes escreveu uma carta, justificando o seu lúgubre acto. A fonte do Minint descarta a probabilidade de auxílio de um terceiro, o que afasta a ideia de inquerir para apurar responsabilidades de um  crime.

Um dos populares que descobriu o infortúnio, lamentou a pressão exercida pelos pais do morto, de maneira  encontrar ocupação para ganhar a vida, apesar das diculdades actuais, onde não existem emprego. O jovem sentiu-se abandonado, certamente os pais ameaçaram-lhe de cessar todo tipo de apoio, caso não encontrasse o trabalho, preferiu encurtar a vida na passada sexta-feira, dia 17 de Julho de 2020.

 

Comentário

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.