Bungo: Kudurista lançará “minha bênção” acompanhada de “coração de mãe”

Por Alfredo Dikwiza

Uíge, 21/08 (Wizi-Kongo) – Uma EP intitulada por “minha bênção”, do kudurista, Albino Gomes Coxe, simplesmente, AC, natural do município do Bungo, aldeia Lukunga, província do Uíge, residente neste momento na capital angolana, Luanda, irá lançar em breve a sua obra que se faz acompanhada com a música “coração de mãe”, conta hoje, sexta-feira, ao Wizi-Kongo.

Começa a referir que, na verdade os projectos nunca terminam para um artista, por seguir este estilo no talento e não por aventura de querer apenas aparecer, “como se diz”. Fruto do seu esforço e talento, acrescenta, antevê publicar a sua EP intitulada “minha bênção”, mas, em data anunciar, sendo que, antes irá colocar ao público a sua recente música com o título “Uyou you”, bem como um hit denominado “coração de mãe”.

Admite que, de momento encontra sem produtora oficial, num trabalho que venha fazendo há 11 anos, sozinho, ou seja, começou a cantar em 2009 e desde já nunca teve uma produtora oficial “quem quiser apoiar-me, agradeço”, cuja uma das suas músicas lançada em Maio deste ano, com o título a “boca da Minga”, é muito apreciada por boa parte dos consumidores do estilo kuduro, na capital do país e não só, tendo assegurado que, como artista profissional, está a cinco anos, pois foi em 2015 que iniciou a partilhar os palcos com alguns artistas de renome, cujas lembranças estão gravadas em sua memória indelével.

Ele, avança que desde o seu início, sempre cantou o estilo Kuduro, apesar de ter paixão em outros requintes, tais como rapper, romântica, kizomba e semba, cujo Bruno Mágico, é, nada mais e nada menos, a sua fonte de inspiração, um músico, segundo acrescenta, que transmite-o força, determinação e coragem em continuar com essa arte. Além, destaca, de ser fã do mesmo, seguidor e aluno.

AC, lembra, que, os momentos mais altos que já teve foi quando actuara na discoteca Abel Paixão, no município de Nzangi Kambulo, província da Lunda Norte, em companhia de ,músicos locais e de outras regiões do país.

Comentário

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.