Jack Nkanga vence festival internacional

Por Roque Silva

Jack Nkanga venceu a sétima edição do festival “Le Rêve Africain”, denominação que significa “O sonho africano”, realizado anualmente na cidade de Paris, em França.

O prémio é atribuído ao melhor projecto artístico de jovens talentos do continente berço, nas mais variadas disciplinas artísticas e com divulgação regular nas redes sociais.

O cantor e compositor mereceu a distinção com o projecto “O konono soul”, género musical da sua autoria, com onda soul, afro e com tendências mundiais, como o rock, o funk e o r&b.

O ritmo é uma espécie de viagens às suas origens pois tem bases nos povos Bazombo, do Norte de Angola, dos quais é oriundo.

O talento do compositor, cantor e guitarrista recebeu o maior número de votos de internautas, em várias redes sociais, e do júri, em detrimento de outros sete finalistas.

Feliz com o prémio, o artista espera que o prémio dê mais visibilidade a sua carreira através de parcerias com os meios de comunicação, editores musicais, agentes, gestores de turismo e digressões e programadores e produtores de outros festivais em França.

O artista informou ao Jornal de Angola que a originalidade do seu trabalho esteve na base da distinção motivo pelo qual alguns passos começaram ser dados no intuito de se promover mais o seu telento.

“Acredito em dias melhores porque algumas coisas já estão a acontecer”, disse o cantor sem especificar com que instituições fez contactos.

O cantor superou a concorrência de oito finalistas, a designar Elom 20ce (rapper e activista, com origens do Togo e Benim e nacionalidade francesa), os artistas plásticos Cas Zib  e Wiilfried de Paul, do Burkina Faso, Nicolas Job (poeta do Senegalês), Nebo Teslee (cantora dos Camarões), Horace Martin (músico da Jamaica) e Négroides (cantor do Burkina Faso).

Os concorrentes, de acordo com as suas afinidades, se distinguiram pela originalidade, qualidade musical e o texto (apresentação do trabalho). O festival Le Rêve Africain é um projecto em busca de talentos africanos pelo mundo através das redes sociais.

Este ano, a Comissão de audição descobriu 70 projectos talentosos, numa primeira fase. Jack Nkanga encerrou no fim-de-semana a divulgação e promoção do CD “Oops!” no exterior, na quarta edição da Semana Internacional de Música (SIM), em São Paulo, no Brasil, cujo encerramento aconteceu domingo naquela cidade brasileira.

O SIM alberga concertos, debates, formação, troca de experiências, conferências, seminários e exposições, no qual participam artistas, produtores e empresários da música dos quatro cantos do mundo, criado para partilha de emoções de diferentes culturas.

A digressão teve início em Lisboa (Portugal), onde foi acompanhado por Márcio Dhiniz e Cláudio Andrade, ex-integrantes da banda do músico brasileiro Gilberto Gil, tendo seguido ainda para Marselha, em França.

Via JA

 




Comentário

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.