Movimento Nacional de Jovens Universitários realiza acampamento

Uíge – O Movimento Nacional de Jovens Universitários (MNJUA) realizou, de 21 a 24 de Março, no Sanza Pombo o seu primeiro acampamento provincial no Uíge, que visou promover nos estudantes o desenvolvimento do espírito patriótico, de cooperação, a promoção dos valores cívicos e a dedicação nas actividades académicas.

Segundo o Coordenador Provincial, Silas Bernardo Zua, em declarações à Angop, segunda-feira, o objectivo da actividade foi cumprido na medida em que reuniram estudantes de vários níveis e escolas de ensino superior, que analisaram e debateram as dificuldades e outros constrangimentos enfrentados pelos universitários na região.

Um dos factos exaltados pela comunidade estudantil presente ao evento, disse, foi a realização do seminário sobre “como elaborar trabalhos do fim do curso e publicação de artigos científicos”, orientado pelo director-geral adjunto para área científica do Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED) do Uíge, doutor Mona Mpanzu.

De acordo com Silas Zua, finalista de Biologia, os participantes foram ainda aconselhados a dedicarem-se a pesquisa, a partilha do conhecimento, o uso correcto das redes sociais, assim como promover a cooperação entres as associações estudantis universitárias de cada escola superior na província.

O encontro, realizado sob o lema “MNJUA, uma nova perspectiva para a comunidade académica de Angola”, visou ainda saudar o mês da Mulher e o marco histórico da Batalha do Cuito Cuanavale, comemorado pela primeira vez como Dia da Libertação da África Austral, em alusão ao 23 de Março.

Durante o evento, palestrou-se sobre os temas “Desenvolvimento sustentável da província”, “Organização da vida estudantil”, “Estudante e o empreendedorismo”, “História do desenvolvimento do ensino superior em Angola”, “Importância da Batalha do Cuito Cuanavale”, entre outros assuntos de interesse da juventude universitária.

No acampamento, os estudantes participaram ainda de outras actividades, como ginástica colectiva, plantação de árvores na vila do Sanza Pombo e visitas a locais de interesse económico, turístico e históricos da região, o que permitiu aos estudantes conhecerem melhor a realidade cultural daquela parte da província do Uíge.

Via Angop

Comentário

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.