Rigor na fiscalização de asfaltagem de estrada na província do Uíge resulta na morte de um cidadão

Presumíveis autores do crime.

Por Jeremias Kaboco

Uíge, 28/09 (Wizi-Kongo) – O Serviço de Investigação Criminal na província angolana de Uíge, através do seu departamento municipal do Negage, deteve nesta terça-feira 27 de Setembro do corrente ano dois cidadãos de nacionalidade chinesa de 25 e 33 anos, acusados de homicídio qualificado em razão dos meios por envenenamento, em que foi vítima um cidadão angolano de 25 anos de idade que respondia pelo nome de Arsênio do Nascimento na qualidade de fiscal de obras.

A informação foi avançada nesta quarta-feira 28 de Setembro ao Wizi Kongo, pelo subinspector de migração, Zacarias Fernando, Diretor Interino de Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do MININT no Uíge e porta-voz do SIC local.

Zacarias Fernando, porta-voz do SIC/Uíge

Fernando, fez saber, que o facto terá ocorrido no interior do estaleiro da empresa C.A.C, encarregue da asfaltagem de uma via secundária que liga os municípios do Uíge e Negage passando pela aldeia Kalumbo, quando o malogrado na condição de fiscal de obras da referida via notou que o material que está ser usado para asfaltagem não é adequado, aconselhando para o uso de um material mais consistente sob pena de reprovação da obra, o que causou desentendimentos, motivo pelo qual, os cidadãos chineses a colocaram uma substância venenosa na alimentação da vítima causando-lhe a morte.

Salientar que, os cidadãos ora detidos já foram presentes ao Magistrado do Ministério Público, para os procedimentos legais que se impõe, enquanto decorre o processo de autópsia do cadáver para se determinar o tipo de substância usada no homicídio.

Comentário

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.