São João Calábria forma mais de cinco mil jovens desfavorecidos

Por Alfredo Dikwiza
Uíge, 02/07 (Wizi-Kongo) – Cinco mil 447 jovens, tanto do sexo masculino, como do sexo feminino, em condições de vida social desfavorecida já foram formados desde a criação, em 2001, do Centro Polivalente São João Calábria, até a presente data, em diversas especialidades. Trata-se de formação adquirida nos cursos de electricidade, informática, carpintaria, culinária e pastelaria, decoração e restaurante/bar, sapataria, horticultura, corte e costura e canalização, segundo fez saber hoje, segunda-feira, ao Wizi-Kongo, o director geral do referido centro, Filipe Ulica, no acto de encerramento de mais uma acção de formação.
Na formação ora concluída hoje com êxito, constam 100 jovens desfavorecidos de ambos os sexos, contra 182 do período anterior, que, como proveniência baseada em diversas circunscrições da região, como municípios, comunas e aldeias, onde os cursos de informática, restaurante/bar, culinária e pastelaria, bem como decoração, foram os frequentados.
Com duração de três meses, os cursos foram orientados por sete formadores, dos quais dois do sexo feminino (todos nacionais), onde inicialmente estavam inscritos 210 formandos, dos quais 17 reportaram, 20 foram ao recurso e outros 27 desistiram, sendo que, alguns, concretamente, os do curso de electricidade, encontram-se ainda em formação. Com objectivo de formar jovens desfavorecidos para sua inserção no mercado do emprego, sublinhou o também padre que o Centro Polivalente São João Calábria da Congregação dos Pobres Servos da Divina Providência, afecto a igreja católica, defende a espiritualidade para mostrar ao mundo que Deus é Pai, ama e cuida de todos.
Felipe Ulica não deixou de parte o reconhecimento para com os formadores, encarregados de educação e país que tanto contribuíram para o êxito da formação. “Por razões sócio-económica da urbe é desafiante, onde muitos jovens estão fora do sistema de ensino, sem emprego, eis uma das grandes razões que nos levam a apostar na formação dos jovens desde 2001”, finalizou.
Comentário

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.